Baitaca Vida de Campeiro



Cresci no campo e comprova na minha estampa
Moro na grota num rancho a beira da sanga
Perto do mato e como frutas silvestres
Aritchicum, guabiroba e pitanga
Cruz de lorena pendurada sobre o peito
Pra impor o respeito e me livrar dos males e assombros
Chapéu bem grande, bombacha larga e o lenço
Bota e guaiaca e um pala sobre os ombros Quando eu acordo no meu ninho de pelego
Fico escutando ao longe o berro do gado
O quero-quero o guardião das madrugadas
Com seus filhotes se escondendo no gramado
Saio a procura de uma galinha matreira
To procurando e me ferroa um camoatim
Encontro ela se levantando do ninho
E vem um lagarto se arrastando no capim A saracura está adivinhando chuva
E um pica-pau entronado na tronqueira
Sento na sombra pra tomar meu chimarrão
Um leitão guacho vem me e me virar a chaleira
Isso acontece pra mim que vivo no campo
Escrevo e canto esses versos galponeiros
Graças a deus sigo de pé no estribo
Adoro e vivo esta vida de campeiro



Mais músicas


Baitaca - Das Missões Para o Rio Grande
Baitaca - Bailanta Da Boneca
Baitaca - Cada Vez Mais Xucro
Baitaca - Castração A Pialo
Baitaca - Andejo
Baitaca - Galpão Crioulo
Baitaca - É Perfumado Mas Fede
Baitaca - O Valor Que Uma Mãe Tem
Baitaca - Pinto Papudo
Baitaca - Bugio Foragido